Microsoft Azure: Tudo o que você precisa saber antes de contratar

Se você já leu nossos outros artigos no blog comparando o AWS com o Azure ou o artigo em que comparamos todas as três principais alternativas do mercado, e decidiu que o Microsoft Azure é a sua solução em cloud computing, excelente!

Isso significa que está um passo mais perto de atualizar sua empresa com a solução mais atual do mercado.

Agora, se você ainda tem dúvidas sobre as particularidades da tecnologia, como usar, alguns detalhes contratuais, etc., fizemos esse artigo para você.

Junte-se a gente nesse artigo de agora para descobrir tudo o que você precisa saber antes de contratar a Microsoft Azure.

Quais as vantagens do Azure?

Você já deve ter lido nosso artigo sobre como migrar seus dados para a nuvem, se não fez isso, recomendamos fortemente, porque aqui vamos lidar apenas com as especificidades do serviço.

Sendo assim, se ainda tem alguma dúvida, vai lá e depois volta aqui para saber algumas informações extras sobre a Azure.

Como, por exemplo, o fato de que a Azure oferece infraestrutura tanto para grandes empresas quanto pequenos e médios negócios.

As principais soluções sobre o tema são na área de hospedagem (para e-commerce, website ou qualquer outro serviço similar), armazenamento e backup de dados empresariais, análise de dados, Big Data, recuperação em caso de desastres (quase um sub serviço de backup e armazenamento), plataformas open source e muito mais!

A vantagem do serviço em nuvem é a capacidade de adaptação. Não é preciso migrar todas as suas demandas para os servidores externos. Na verdade, nem é recomendável.

Ainda assim, a Azure oferece outras vantagens, como:

  • Corte de gastos em comparação com uma TI tradicional;
  • Segurança no armazenamento de dados a longo prazo;
  • Necessidade de escalabilidade rápida e barata;
  • Infraestrutura complexa como IoT e Big Data;
  • Adaptação a um novo hardware (e se não sabe como escolher o seu, ensinamos nesse artigo aqui).

Além disso, a Azure oferece aplicações que seu principal concorrente no mercado, a AWS, ainda não tem, por isso, você pode conseguir uma vantagem a mais quanto aos seus concorrentes.

Como você contrata o serviço?

Agora que já sabe algumas das principais características do negócio, é importante saber também como contratar o serviço, as formas de pagamento e os meios de cobrança. Afinal, cloud computing é mais barato mas não chega a ser de graça.

Existem três maneiras de se fazer a contratação do serviço, mas antes de sair correndo com o dinheiro em mãos, é importante lembrar que qualquer estratégia de cloud computing precisa ser antes avaliada por profissionais qualificados, como uma forma de garantir que sua estratégia não terá erros.

Contrate diretamente do site da Azure

Como um bom provedor de cloud computing, a Azure oferece uma calculadora que informa em um relatório quais serão seus gastos aproximados com as demandas necessárias.

Assim, se você orçar suas necessidades por lá e já ir direto para a compra, pode fazer isso! A Microsoft permite que você compre diretamente do site deles, mas nós não recomendamos isso por dois motivos:

  • Primeiro, você vai ter que ter um cartão internacional para realizar a compra, o que torna todo o processo um pouco mais complicado;
  • Segundo, você não vai receber um boleto ou informe de contratação, apenas uma mensagem de atualização dizendo que seu pagamento foi efetivado.

Use o contrato de Open Business

O serviço de Open Business funciona com a compra de vouchers e créditos que você carrega na sua conta, da mesma maneira que um serviço de celular pré-pago.

Por um lado, isso te ajuda a estimar seus gastos e controlar quanto de investimento está pondo por mês.

Por outro lado, os créditos são vendidos em unidades de US$100,00 apenas e, caso eles acabem antes do fim do mês, seus serviços param. No pior dos casos, a compra de novos créditos demora até 3 dias para ser liberada, o que pode acarretar em alguns prejuízos.

Use um contrato CSP

Se sua empresa paga pelo pacote Office 365, Windows ou outro serviço qualquer, já deve estar familiarizado com esse meio de pagamento.

O contrato CSP para Microsoft Azure é a melhor forma de pagar pelo seu serviço. Primeiro porque ele evita os erros das outras alternativas e, segundo, porque ele é tão fácil de usar quanto, ou até mais!

O boleto de pagamento tem prazo de pagamento de até 30 dias, sua conta é facilmente gerenciável e a cobrança vem em reais, o que reduz o risco de lidar com as flutuações do dólar.

Se você tem mais alguma dúvida sobre a Microsoft Azure, assine nossa newsletter para novidades constantes ou fale com um de nossos especialistas. A Mactec está aqui para ajudar a sua empresa a crescer.

Publicado em Cloud Computing Marcado com: , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*