Vantagens e desafios da adoção de Cloud Computing em 2018

2017 foi um ano de grandes desafios e soluções para o cloud computing. Enquanto alguns críticos mais pessimistas da nova tecnologia foram respondidos pelo desempenho sem igual da tecnologia, a computação em nuvem firmou-se no mercado para nunca mais sair.

Por isso, o que esperar de 2018? Mais inovação ou mais do mesmo, em maior escala?

Isso depende de qual fronteira nos negócios é analisada, mas especialistas em cloud computing da Forbes e IBM já fizeram suas apostas e vamos citar algumas delas aqui.

Kubernetes vai dominar o mercado de contêineres

Para quem não conhece, a empresa trabalha com locação e distribuição de dados, tornando-os mais ágeis e leves, dividindo os arquivos em “contêineres digitais”.

De acordo com a previsão da IBM, com a provável vitória da Kubernetes na “guerra” do mercado de contêineres, essa tecnologia, que já chamou alguma atenção em 2017, vai entrar de vez no mercado.

O impacto desse serviço, então, será medido pela adesão em maior escala conforme o modelo de serviço ganhe mais volume no suporte aos seus usuários.

Cibersegurança será a linha de frente das companhias

Cloud computing é uma alternativa segura à modelos de TI tradicionais por vários motivos, mas ainda há muito o que se estudar sobre a tecnologia e sobre a transferência de informações através da internet, parte mais frágil do serviço. Pelo menos essa é a aposta de um artigo da Forbes.

Isso acontece porque enquanto os dados e aplicativos estão sendo rodados na companhia terceirizada, abrir qualquer tipo de brecha é praticamente impossível, mas durante a transferência, ainda existem situações não previstas que podem se mostrar danosas.

De maneira geral, é como um produto guardado em depósito e depois enviado para entrega, enquanto está na estrada existem riscos.

Assim, para garantir que os negócios se mantenham e estejam sempre à frente dos hackers, as grandes empresas do mercado precisarão atualizar e procurar por novas soluções de segurança.

Cloud computing vai crescer, e muito!

De acordo com uma previsão da Forbes para o ano de 2018, Amazon, Google e Microsoft sozinhos corresponderão a 76% do mercado mundial, chegando a 80% em 2020.

Não só isso, mas o mercado de cloud pública chegará a 178 bilhões de dólares. Um valor que será acrescido 22% ao ano até 2020, segundo alguns especialistas.

Esse enorme mercado oferecerá várias vantagens e alguns desafios novos para as companhias, como, por exemplo:

Clouds mistas serão uma tendência de mercado

Já falamos aqui em vários artigos sobre as diferenças entre Microsoft Azure e AWS e sobre o Google Cloud e AWS, cada serviço tem suas especificidades.

Em muitos casos, uma empresa não precisa de todos os produtos de uma contratante, ou pode precisar de um serviço que esteja fora.

Desse jeito, a principal solução em 2018 vai ser contratar pacotes em cloud mais específicos para cada funcionalidade, abrangendo diversas provedoras da tecnologia, ao invés de esperar que o serviço em questão surja na primeira empresa contratada.

Mais divergências entre Public e Private Clouds

Muitas empresas de cloud computing começaram investindo exclusivamente em private clouds, enquanto outras focavam exclusivamente em public clouds, cada uma com seus argumentos.

2018 vai ser um ano de maiores debates entre public e private adopters de computação em nuvem, conforme as demandas surjam no mercado.

Alguns especialistas dizem que o principal destaque será para as public clouds e a computação em nuvem em larga escala, outros afirmam que será justamente o serviço privado e fechado das private clouds que tomará a dianteira.

Para os adeptos das public clouds, há a vantagem da rápida expansão desse modelo, sustentada por um mercado que já é quase 50% da TI mundial e de uma tecnologia que é fácil e elástica de se escalar.

Usuários com preferências pela private cloud podem se beneficiar, nos EUA por exemplo, de medidas como o Patriotic Act (sobre direitos de sigilo de informação) e o fim da neutralidade da internet para cobrar por serviços de cloud computing mais elaborados.

Fog computing vai se tornar uma solução de mercado

Enquanto cloud computing é a computação em nuvem, uma tecnologia inovadora que já é parte do mercado da tecnologia, vai surgir uma alternativa em menor escala, mais portátil e ágil.

O Fog computing (computação em neblina, traduzido livremente), já vem capturando a atenção de algumas pequenas e microempresas que necessitam aplicações rodando em tempo real e sem delay de resposta entre o provedor e o frontgate (usuário), segundo Jon McKendrick, colaborador da Forbes.

Até 2022 a previsão do mercado é de 18 bilhões de dólares por um serviço que vem para solucionar um dos grandes desafios do cloud computing ainda hoje, a agilidade no tempo de resposta (com servidores centrais distantes dos usuários) e a horizontalidade de um serviço feito para pequenas empresas.

Quer saber mais sobre cloud computing? Entre em contato com um de nossos especialistas e fale com a gente

Publicado em Cloud Computing, Novidades Marcado com: , ,
Um comentário sobre “Vantagens e desafios da adoção de Cloud Computing em 2018
2 Pings/Trackbacks para "Vantagens e desafios da adoção de Cloud Computing em 2018"
  1. […] Mas, não só isso, é preciso saber como direcionar os esforços deles e como melhor utilizar as habilidades técnicas mais atuais do mercado na sua empresa. […]

  2. […] você quer manter seu negócio crescendo, fazendo uso de tecnologia de ponta, investir em soluções de networking é a saída certa. Isso porque networking nada mais é do que […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*